RESIDÊNCIA MEDICINA FAMILIAR COMUNITÁRIA

O nosso programa tem 42 anos de história, sendo um dos primeiros programas de residência do país na área. É estruturado com atividades nas Clínicas da Família e em espaços docente-assistencias da Faculdade de Ciências Médicas e do Hospital Universitário Pedro Ernesto, onde acontecem atividades teórico e práticas.

 

Há 7 anos, iniciamos uma parceria com a SMSRJ que inclui os estágios nas CFs do Municipio. O Convênio está ativo e regularizado.

 

No R1 o residente tem um turno no HUPE/DMIFC de atividades que envolvem à abordagem comunitária, um turno a destinado à abordagem de saúde da mulher, um turno no Ambulatório de Medicina Integral e um turno de canal teórico. Todos esses turnos são semanais. As outras atividades são desenvolvidas nas CF com preceptoria em tempo integral ( VD, grupos, atendimentos, reuniões de equipe, abordagem comunitária, familiar etc). 

 

No R2, há as atividades nas CF, um turno de canal teórico, um turno teórico-prático de abordagem comunitária, um turno de estágios em diversas áreas ( pequenos procedimentos, abordagem da dor, consultório na rua, saúde mental, maternidade, etc). Há um mês de estágio eletivo que pode ser no Brasil ou fora do Brasil (Inglaterra, Portugal, Uruguai, Espanha, entre tantos outros).

 

Há 21 anos, desenvolvemos R3 com foco em Preceptoria e Gestão local em Saúde

 

Todos os preceptores são Médicos de Família e Comunidade, muitos com mestrado concluído e outros com mestrado em curso. Muitos fizeram RMFC na UERJ com R3, inclusive. Diversos professores do DMIFC também desenvolvem atividades no programa de residência, seja no âmbito do HUPE, seja nas Clínicas da Família. A grande maioria dos docentes têm mestrado e muitos, doutorado, com mais de 25 anos de experiência acadêmica. Desde 2017, o DMIF lidera um novo mestrado na UERJ, voltado para preceptoria em Medicina de Família e Comunidade. Esta inserção acadêmica do nosso programa sempre nos leva a buscar aperfeiçoar as atividades e os processo de ensino-aprendizagem. 

 

Valorizamos a clinica da MFC com base no paradigma sistêmico, a Abordagem Centrada na Pessoa, a Abordagem Familiar e a Abordagem Comunitária. Nossos cursos e atividades teórico-práticas abrangem estes temas.

 

Atualmente, as clínicas da família do programa são: CF Sérgio V. Mello ( Catumbi), CMS Salles Neto ( Rio Comprido), CF Odalea Firmo Dutra  ( Andaraí), CMS Maria Augusta Estrela ( Vila Isabel) e CMS Heitor Beltrão  -( Tijuca), CF Ana Maria da Conceição dos Santos Correa ( Vila Kosmos- Vila da Penha)

 

O Programa é coordenado pela Profa Maria InezPadula, ex- presidente da Confederação Ibero-Americana de Medicina Familiar (CIMF) 2013-2018